Mudança

Alteração ou modificação do estado normal de algo: mudança de caráter. Modificação ou transferência de alguma coisa, geralmente móveis ou objetos pessoais, para um outro lugar: a mudança ainda vai chegar. Troca; alteração ou substituição de uma pessoa ou coisa por outra(s): mudança de funcionário; mudança de time; mudança de firma. Tantos significados para uma palavra pequena e grande ao mesmo tempo: mudança!

Pensando estrategicamente, nesse momento atual (digamos que há alguns anos) que estamos vivendo, nada está mais em uso do que essa palavrinha mágica! Para cada um, mudança tem sinônimos diferentes: medo, angústia, excitação, ansiedade, desafio, felicidade, tristeza e por aí vai…

Nossa noção de tempo e mudanças tem se modificado muito desde a internet e as tecnologias digitais. Você sabia que a internet como a conhecemos tem apenas 25 anos? E o iPhone apenas 7. E a tecnologia mudou completamente a forma com que a humanidade percebe tempo, aprendizado e mudanças. Uma mudança que deve ter botado medo em muita gente, que quebrou muitas empresas, mas que nos proporcionou um desenvolvimento absurdo, e vimos que hoje foi necessário.

No cenário mundial e empresarial, vivemos num momento de incertezas e fortes ameaças no mercado mundial. Economias historicamente dominantes no cenário mundial (como por exemplo os EUA) começam a perder espaço para os eternos países considerados emergentes. Esses mesmos países estão investindo em novas tecnologias e abrindo seus mercados. Pode parecer estranho para você, mas a Índia possui 4 representantes bilionários na lista das 10 pessoas mais ricas do mundo.

Quando pensamos nas mudanças climáticas que já causaram impactos no nosso planeta, e sobre as condições de vida e trabalho das pessoas, acabamos por ver a mudança como algo negativo. Na China, as catástrofes naturais atingiram 24,89 milhões de hectares de plantações no ano de 2014. Na Turquia, um atraso no período de colheita na região do Mar Negro fez com que produtores de chá turcos sofressem perdas de 15% na produção anual, devido à geada pesada.
No geral, desastres naturais na última década já custaram mais de R$ 8,4 trilhões ao mundo. Uma mistura entre mudanças no meio ambiente e mudanças econômicas.

Em casa as mudanças são muitas. Mais gente desempregada na roda de amigos, o provedor da família está equilibrando os pratos como um malabarista para manter de pé as contas principais, a roupa nova está ficando pra depois, a viagem dos sonhos vai ser no próximo ano, o carro continua com os pneus carecas e aquela pizza de sábado ficou pra depois. Mudanças, mudanças e mais mudanças… São 14 milhões de brasileiros lidando neste momento com o novo: estar desempregado, e são mais alguns milhões lidando com o orçamento curto e com o “facão” passando perto do pescoço a nos ameaçar.

“Mude ou não o governo, continuaremos tendo muitos inimigos no poder, porque grande parte das pessoas que estão no Congresso e que potencialmente venham a assumir inclusive o poder Executivo são investigadas pela Lava Jato”, afirmou Dallagnol, promotor da Lava Jato. Mais um ponto para falarmos de mudança: como nosso país está passando por transformações políticas profundas e as consequências dessas movimentações em nossas vidas. Em entrevista à BBC Brasil, ele afirma que, mesmo com uma eventual mudança advinda do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, a Lava Jato enfrentará tentativas de “obstruir as investigações”. Temos aí mudanças versus resistência. Algo muito natural para nós.

O convite hoje é para refletirmos sobre mudanças. Pelo que vimos aqui, elas estão vindo a todo vapor. Sentir a oportunidade, em vez de negar. Vamos começar pelo caminho que fazemos todos os dias? Mudar o comportamento que sempre tivemos, desde as coisas simples como tomar um café com calma, ou então inovar, fazer algo de um jeito que nunca fizemos antes. Sem medo, pois mudanças vão nos levar para novos caminhos, novas pessoas, novas experiências. Precisamos, afinal, só não muda quem já morreu.

  • Fonte: Antonio Carlos de Oliveira